O que é um Produto Mínimo Viável (MVP): definição, tipos e exemplos

Um produto mínimo viável (MVP) é uma versão inicial do produto com recursos limitados, que visa coletar feedbacks do cliente para um desenvolvimento posterior do produto. Esse feedback é essencial. Para os desenvolvedores de produtos, o objetivo é aprender:

  • Quais necessidades os clientes têm,
  • Como essas necessidades podem ser atendidas com o produto,
  • Quais funções o público deseja 
  • Como o mercado reage.

Na maioria dos casos, um MVP é mencionado em conexão com o conceito de Lean Startup  e também pode ser usado neste contexto.

Desenvolvimento de um produto mínimo viável

Um MVP é um produto acabado e deve ser tratado como tal. Isso significa que os clientes devem obter uma solução funcional, confiável, utilizável e atraente. Dito isso, todas as funções avançadas devem ser excluídas de um MVP. Apenas as funções necessárias para cumprir a finalidade real do produto são incluídas. Isso economiza muito tempo, trabalho e dinheiro.

MVP should cover all bases
O MVP deve cobrir todas as bases (Fonte)

Um MVP é reduzido a pelo menos uma propriedade principal. Como pode-se observar a partir da definição de produto mínimo viável, o objetivo é verificar se os clientes estão interessados ​​no produto e se desejam gastar dinheiro com ele. Os clientes em potencial geralmente são os primeiros a adotar, eles estão interessados ​​em produtos que ainda estão em desenvolvimento e ansiosos para experimentá-los muito cedo.

Por meio do contato inicial com o cliente, os desenvolvedores de produtos aprendem rapidamente quais recursos são desejados e quais não são. Isso fornece informações cruciais sobre como e em qual direção o produto deve ser desenvolvido.

O produto é continuamente desenvolvido por meio de ciclos de feedbacks e de desenvolvimento. Os clientes recebem o produto e dão feedbacks. Os desenvolvedores avaliam esses feedbacks e melhoram ainda mais o produto. Os clientes fornecem feedbacks novamente e o ciclo se repete.

O produto mínimo pode ser comparado a um protótipo, pois ambos estão em ciclo de desenvolvimento. Mas, fora isso, um MVP é reduzido a algumas funções principais, enquanto um protótipo é um produto ainda não lançado. 

Por que um produto mínimo viável é necessário

Tem que ser algo rápido e fácil. A ideia básica ao criar um MVP é criar um produto o mais rápido possível apenas com as funções mais necessárias – por exemplo, uma landing page. Em seguida, o produto é imediatamente publicado e o feedback de clientes em potencial é obtido de imediato. Esse feedback é então usado para expandir e melhorar o MVP.

how to build a minimum viable product
Fonte: SugoiLabs

O principal motivo para desenvolver um MVP é minimizar o risco. Se você optar por ignorar o desenvolvimento do MVP e, em vez disso, criar e lançar o produto completo, você corre o risco de calcular mal a demanda de mercado, a atratividade do produto, a funcionalidade desejada, além de perder tempo e dinheiro. O desenvolvimento de um MVP protege você de tudo isso, sem custos avançados de desenvolvimento, marketing e vendas acumulados.

Para a maioria dos MVPs, nenhum conhecimento extenso de programação ou algo semelhante normalmente é necessário. A maioria dos problemas podem ser resolvidos com o uso habilidoso de técnicas existentes. Por exemplo, existem construtores de sites suficientes que podem ser utilizados ​​para criar sites rudimentares sem exigir que desenvolvedores e analistas de web testem seu conceito.

As vantagens resumidas do MVP são as seguintes:

  • Baixo investimento de capital (custos são reduzidos e recursos são economizados)
  • Baixo risco de perda
  • O feedback do cliente é obtido muito cedo no ciclo de desenvolvimento
  • Os desenvolvedores de produto recebem feedbacks contínuos
  • Prova de que um produto é bem ou mal recebido
  • Evidência de demanda

Tipos de produtos mínimos viáveis

Existem vários tipos de MVPs, dependendo da finalidade e da forma.

Tipo 1. MVP pré-encomenda: Use melhores opções de financiamento

Este modelo é principalmente sobre testar ou financiar o projeto planejado. O projeto é apresentado em um site ou landing page e, na forma de crowdfunding, os clientes têm a oportunidade de sinalizar interesse ou contribuir financeiramente.

Uma vez atingido um determinado volume, a startup pode começar com o projeto detalhado ou mesmo com a fabricação do produto descrito. Obviamente, esse tipo de financiamento também pode ser mais específico, permitindo que os clientes façam diretamente o pré-pedido do produto – mesmo sem o produto acabado.

MVP example

Desta forma, é produzida apenas a quantidade que pode realmente ser vendida. A grande vantagem dessa abordagem não fica evidente apenas na melhora da liquidez. Como fundador, você pode ver rapidamente como ou se um produto atinge o grupo-alvo . O Kickstarter é uma ótima plataforma para esse tipo de MVPs.

Tipo 2. MVP de desenvolvimento de audiência: Construa ativamente o grupo-alvo e aprenda com eles.

Este modelo é menos sobre o aspecto financeiro. Em vez disso, o foco está na interação com clientes potenciais. Deve-se tratar de abordar o grupo-alvo potencial por meio de vários canais (de preferência cara a cara durante as entrevistas com clientes) e apresentar as vantagens de um MVP ainda não existente.

Além das entrevistas com clientes, este tipo de MVP também é um método experimentado e testado em grupos de nichos relevantes no Facebook e no Reddit. Em geral, a mídia social é ideal – um MVP de desenvolvimento de audiência pode usar qualquer plataforma que entre em contato direto com o grupo-alvo: basta postar seu projeto e tentar obter feedbacks de seus clientes em potencial. 

Os feedbacks coletados o ajudarão a adaptar seu MVP diretamente aos requisitos do cliente em uma fase inicial. Se, depois de um tempo, se descobrir que há uma base de fãs crescente, o próximo passo deve ser feito: um MVP é lançado no mercado. É natural que essa abordagem funcione melhor para produtos ou serviços online típicos.

Tipo 3. MVP de Landing Page: No início, havia apenas um site.

A maneira mais fácil de testar é por meio de uma landing page na qual os interessados ​​podem comprar um produto. O único objetivo deste site é anunciar o produto. Funciona assim: campanhas publicitárias no Facebook ou Google Adwords direcionam os visitantes para o site. Posteriormente, os operadores podem avaliar quantas pessoas viram o produto (visitantes do site) e quantas o compraram.

A partir daí, o feedback coletado mostrará em um estágio muito inicial quais são as chances de sucesso para este produto. Em qualquer caso, esta abordagem corresponde ao espírito empreendedor de entrar rapidamente no mercado. 

Se você deseja usar o método de lean startup de forma consistente, deve incorporar opções de interação para que o maior número possível de clientes possa deixar seu feedback valioso para o desenvolvimento do produto. Isso pode ser feito por meio de um formulário de contato, um formulário de inscrição por e-mail ou um chat ao vivo. 

Tipo 4. MVP como vídeo explicativo

Um MVP deve ser antes de tudo algo prático e fácil de entender. E o que é mais óbvio em termos de um lançamento rápido no mercado do que apresentar um produto / serviço por meio de um vídeo explicativo criado profissionalmente? Aqui estão alguns exemplos de vídeo MVP: 

Os vídeos permitem explicar os princípios funcionais básicos e os benefícios para o cliente de forma rápida e convincente, assim como permite resumir o valor agregado percebido de uma ideia de negócio ou produto de forma compacta e às vezes engraçada. Quanto melhor seu desempenho com esse vídeo, mais cedo você será capaz de envolver clientes em potencial.

Tipo 5. Flintstone / MVP “Mágico de Oz”: A ilusão de um novo modelo de negócios

Este tipo de MVP trata da criação da ilusão de um produto totalmente funcional. À primeira vista, o carro dos Flintstones parece moderno. Mas quando a câmera abaixa, o veículo é exposto como altamente rudimentar. O mesmo acontece com este MVP.

Parece que o processo é totalmente automatizado. Mas, na realidade, toda a mão de obra disponível está trabalhando nos bastidores para fornecer aos clientes uma solução funcional, manualmente. Essa abordagem tem a vantagem de ser muito barata de desenvolver e, ao mesmo tempo, tem a capacidade de fornecer feedback imediato ao cliente.

Se você escolher essa abordagem, poderá testar a reação do mercado para seu produto com poucos recursos financeiros. Se houver uma resposta positiva ou uma determinada direção para o desenvolvimento, ela pode ser rastreada com base no mercado.

Tipo 6. MVP com apenas uma função: Alcance muito com poucos recursos

Esta forma de MVP pode ser vista como uma escolha definitiva – trata-se de trazer funcionalidade ao cliente da forma mais simples e convincente possível.

Esse produto (ou serviço) deve desempenhar de forma confiável uma função central e ser realmente útil. Isso cria a base para escalabilidade. Com o tempo, surgem mais oportunidades de aprender com os clientes e adotar gradualmente uma série de novas funções.

email verifier

Exemplos de produtos mínimos viáveis

Muitas empresas usam vários MVPs diferentes antes de desenvolver e lançar o produto real. E, em muitos casos, os negócios disparam com a ajuda de um MVP insanamente simples. Alguns dos melhores exemplos de MVP simples são explicados aqui:

Dropbox: com um vídeo explicativo como um MVP para 75.000 usuários beta

O mundialmente famoso gigante do armazenamento em nuvem Dropbox é um exemplo de sucesso de MVP de vídeo explicativo (tipo 4). No início, a empresa  (agora extremamente lucrativa) consistia apenas em um vídeo explicativo que transmitia os benefícios básicos da ideia do produto de uma forma original:

Em termos de percepção psicológica, um vídeo explicativo faz sentido de qualquer maneira: as imagens dizem mais de 1.000 palavras , e elas permanecem na sua cabeça por mais tempo. O vídeo sobre o Dropbox deve ter sido atraente, porque os registros de usuários beta aumentaram de pouco menos de 5.000 para 75.000 da noite para o dia, embora a solução de software real ainda não existisse!

Os fundadores souberam instantaneamente – eles estão no caminho certo. Somente após esse sucesso, eles implementaram uma solução de software correspondente, que está ganhando cada vez mais funcionalidade até hoje.

Em última análise, com um MVP, esta é a chave para a escalabilidade desejada: em algum ponto, a funcionalidade deve ser tão boa que os clientes paguem por ela de boa vontade. O Dropbox mostrou como isso poderia funcionar. 

Zappos: Uma loja online que não existe (ainda)

A atual campeã de e-commerce Zappos (com vendas anuais na casa dos bilhões) começou muito pequena, com um MVP Mágico de Oz (tipo 5). A Zappos não começou como uma loja online acabada com logística funcional, mas apenas como um ‘manequim’ para testar hipóteses e pesquisar o comportamento do cliente. No início, eles procuravam responder a uma pergunta simples – se os sapatos poderiam ser comprados online. 

Era 1999 e a ideia era nova, arriscada e corajosa, embora agora possamos ver claramente seu impacto. Então, o que eles fizeram foi tirar fotos de sapatos, colocá-los em um site e colocá-los à venda. Para os clientes, tudo parecia um modelo de negócio acabado, embora, na realidade, na fase inicial, cada sapato fosse comprado no revendedor local após o pedido ser feito e simplesmente enviado pelo correio.

Rapidamente ficou claro que o modelo de negócios ‘venda de sapatos online’ era muito promissor. Os números e as receitas de hoje mostram o quão significativo pode ser um resultado de um teste de produto inicialmente pequeno.

Buffer: o que pode sair de uma landing page

A maneira supostamente mais fácil de trazer um MVP ao mercado é por meio de uma landing page (tipo 3). Como um exemplo prático de produto mínimo viável de sucesso, você deve dar uma olhada mais de perto no Buffer. É um aplicativo para planejar e controlar atividades nas redes sociais.

No início, o Buffer consistia em uma landing page muito simples que explicava as vantagens do produto. As partes interessadas também foram incentivadas a se registrarem diretamente. Os endereços de e-mail obtidos dessa forma foram usados ​​para interagir com clientes em potencial e para desenvolver o produto por meio de feedbacks. A próxima etapa foi testar a disposição dos clientes em pagar pelo serviço (dependendo das funções possíveis).

Buffer MVP landing page initial and second versions

Versão inicial e secundária da landing page do MVP do Buffer

O Buffer é um exemplo prático e, ao mesmo tempo, muito vívido de sucesso de um MVP. Ele mostra passo a passo como o feedback do cliente pode ser integrado de forma eficiente aos processos de aprendizagem planejados. Fundamentalmente, esta forma oferece uma oportunidade de custo muito baixo e baixo risco de testar uma ideia de produto no mercado em relação às suas chances de sucesso.

Outros exemplos de produtos mínimos viáveis

Spotify

Antes do Spotify se tornar um serviço internacional de streaming de música, seu fundador Daniel Ek testou sua ideia na Suécia. Em uma versão anterior do Spotify, apenas artistas suecos eram visados ​​como parte do serviço e apenas no mercado sueco. Funcionou tão bem que o desenvolvimento e a internacionalização seguiram rapidamente.

Airbnb

Antes de os fundadores da Airbnb se tornarem conhecidos mundialmente com seu aplicativo, eles testaram o aluguel de quartos em seus apartamentos. Para fazer isso, eles criaram um site, coletaram feedback e aprenderam qual formato o Airbnb deveria assumir.

Aplicações e soluções práticas adicionais

Videogames como beta

Alguns desenvolvedores de videogames permitem que jogadores interessados ​​joguem seus jogos quando ainda não estão totalmente desenvolvidos. Esse contato precoce permite que eles forneçam feedback antecipadamente e influenciem o desenvolvimento do jogo. O desenvolvedor do jogo recebe suporte e feedback dos testadores beta em um estágio inicial e pode testar se o jogo os atinge e como.

Equipe mínima viável

Uma equipe “mínima viável” é a ideia de uma equipe composta apenas por pessoas essenciais e importantes, com funções claras e que são especialistas em seu campo. Todos trabalham juntos para um objetivo e suas personalidades e temperamentos são coordenados ou equilibrados.

Leve suas vendas a um nível mais alto
Encontre mais leads e acelere conversões com Snov.io, caixa de ferramentas multifuncional para vendas B2B.

Não solicitamos cartão de crédito

footer-people.png

Se torne um de nossos clientes bem-sucedidos

Com mais de 100.000 empresas bem-sucedidas a bordo, o Snov.io continua a ajudar no crescimento de negócios. Aqui está o que nossos usuários dizem sobre essa experiência.

testimonial

"Nossa receita de vendas aumentou em 18% desde que começamos a usar o Snov.io"

Joey Mallat

testimonial

"Com o Snov.io, descobrimos novas formas de geração de leads."

Ramzi Barkat

testimonial

"Com o Snov.io, nossa taxa de resposta cresceu 900%."

Fatma Ezzahra Amrani

testimonial

"Com o Snov.io, enviamos 500 emails com uma incrível taxa de abertura de 86% que resultou em 177 entrevistas realizadas em apenas uma semana. "

Ross Nazarenko

testimonial

"O Snov.io nos ajudou a coletar mais de 80.000 leads em um mês, acelerando a nossa busca por emails e reduzindo os custos por lead. "

Dmitry Chervonyi

testimonial

"Precisávamos de algo que nos ajudasse a automatizar e enviar emails a tempo, mas que fosse personalizado e parecesse humano. Começamos a procurar uma solução e então encontramos o Snov.io. "

Sofiia Shvets

testimonial

"O Localizador de emails do Snov.io reduziu em quase 50% o tempo que levamos para localizar endereços de email e nossos esforços de geração de leads em 20%. "

Jaswant Singh

testimonial

"Conseguimos coletar mais de 35.000 emails, incluindo leads difíceis de achar, de empresas que jamais conseguiríamos contatar antes. "

Aleksandr Usoltsev

testimonial

"Um de nossos clientes conseguiu agendar 23 reuniões enviando somente 117 emails com o Snov.io. "

Deepak Shukla

testimonial

"Precisávamos de um canal de contato adicional, e descobrir o Snov.io nos permitiu aumentar nossa taxa de conversão, tanto de contato para resposta como de contato para ligação. "

Kirill Rozhkovskiy

testimonial

"A taxa de abertura dos e-mails enviados para leads coletados e verificados no Snov.io subiu de 25% para 73% em apenas um mês, resultando em 95 reuniões com clientes potenciais. "

Ricard Colom