O que é Uma Taxa Média de Resposta por E-mail e Como Melhorar a Sua

What Is An Average Email Response Rate And How To Improve Yours

Você sabia que o número de usuários de e-mail deve chegar a 4,3 bilhões em três anos? Isso é mais da metade da população mundial!

Com essa previsão, fica claro por que rastrear e melhorar as métricas de e-mail são tão importantes para os profissionais de marketing. A maioria deles observa indicadores-chave gerais de desempenho, como taxa de abertura de e-mail e taxa de cliques de e-mail. Mas nem todo mundo sabe o que o rastreamento de taxa de resposta de e-mail pode revelar e como trabalhar com essa métrica. Vamos descobrir.

Em um de nossos posts anteriores, escrevemos sobre como aumentar sua taxa de abertura. Agora é hora de discutirmos o que você pode fazer para melhorar a taxa de resposta de e-mail de suas campanhas.

Esboço:

Como calcular sua taxa de resposta de e-mail

Para calcular a taxa de resposta de e-mail, você deve pegar o número de respostas de e-mail exclusivas, dividi-lo pelo número de e-mails entregues com sucesso e multiplicar o número recebido por 100. Em outras palavras, é a porcentagem daqueles que uma vez responderam ao seu e-mail de todas as pessoas que o receberam em sua caixa de entrada.

Tenha em mente que nem todos os e-mails são entregues. Assim, ao medir a taxa de resposta de e-mail, não use apenas o número de todos os e-mails enviados. Verifique se eles foram entregues com sucesso.

O que é a taxa média de resposta?

As taxas de resposta podem variar dependendo do tipo de e-mail e do setor, portanto, definir benchmarks para essa métrica não é tão fácil quanto para a taxa de abertura de e-mail. Alguns especialistas afirmam que uma taxa média de resposta de e-mail adequada pode ser estimada em 10%. Para e-mails frios, no entanto, o benchmark é de 30%.

No entanto, é natural que sua taxa média de resposta possa ser menor se você não tiver experiência de marketing suficiente. Para iniciantes, definir o primeiro benchmark no mínimo é uma coisa bastante razoável a fazer. Após seus primeiros resultados, você pode mirar em um número médio maior. Profissionais de marketing mais experientes que têm uma longa lista de assinantes podem atingir taxas médias de resposta de 20% ou até mais altas.

Por que você precisa rastrear sua taxa de resposta de e-mail?

Mesmo que uma taxa de resposta de e-mail não possa te dizer tudo, isso importa para o seu sucesso de marketing, já que essa métrica pode:

Indicar o engajamento do seu assinante. Isso ajuda você a entender como seus destinatários escolhem interagir com sua marca e o que os torna interessados.

Mostrar como sua campanha de e-mail é eficaz. Sua taxa de resposta de e-mail é indicativa de quão bem seu e-mail funciona, ou seja, quão eficaz sua lista, cópia de e-mail, CTA e outras variáveis estão.

Facilita a geração de leads e vendas. Uma boa taxa de resposta de e-mail garante que o e-mail marketing ofereça alto ROI e traga os resultados desejados. Além disso, ele mostra quais assinantes são fiéis à sua marca, permitindo que você coordene sua estratégia de geração de leads na direção certa.

Possíveis razões pelas quais os e-mails tem baixas taxas de resposta

Antes de aprender como melhorar sua taxa de resposta de e-mail, você deve saber quais aspectos da sua estratégia de marketing podem reduzir essa métrica. Vários fatores podem causar baixas taxas de resposta de e-mail. Vamos considerar os mais comuns:

Listas de e-mail compradas

“Nunca compre uma lista de e-mail” é uma declaração na qual toda estratégia de e-mail marketing deve se basear. No entanto, algumas empresas continuam comprando assinantes a granel e depois reclamam de baixas taxas de abertura e resposta.

As listas de e-mail compradas contêm assinantes não qualificados, ou seja, endereços com dados incompletos ou mesmo aqueles que não existem mais. Além de diminuir sua taxa de resposta, essas listas podem prejudicar a reputação do seu remetente.

Assinantes inativos

Se sua lista de e-mail está repleta de contatos que não abrem suas mensagens, é natural que sua taxa de resposta também sofra. Você deve manter sua lista limpa removendo assinantes inativos ou enviando campanhas de reengajamento de tempos em tempos.

Exemplo de e-mail de reengajamento (Fonte: Animoto)

Sem segmentação e personalização

Enviar o mesmo e-mail para todos os usuários é uma maneira segura de dizer a eles que você não se importa com as necessidades pessoais deles. Alguns deles podem achar o conteúdo do seu e-mail irrelevante, então não se preocuparão em lê-lo nem responder. Além disso, se você não segmentar sua lista e personalizar, seus assinantes podem até marcar suas mensagens como spam, tornando-a o pior cenário para você.

Conteúdo promocional

Mesmo que você envie um e-mail de produto com o objetivo de incentivar seus assinantes a comprá-lo, evite falar muito sobre sua marca. Os usuários são sensíveis ao pitch direto e podem perder o interesse assim que você começar a vender no seu e-mail.

Os e-mails são uma boa chance para os profissionais de marketing abordarem os pontos problemáticos dos clientes. Então, em vez de ser muito vendedor, você deve se concentrar em como seu produto pode ser de valor para seus assinantes.

Se você sente que também comete esses erros e deseja melhorar sua taxa de resposta por e-mail, vamos descobrir o que você pode fazer sobre isso.

Como melhorar sua taxa de resposta por e-mail

Qualifique seus leads

O ponto chave para aumentar sua taxa de resposta de e-mail é não enviar seus e-mails para pessoas que não se preocuparão com sua oferta. A melhor maneira de entender se você deve gastar seu tempo com clientes potenciais é qualificá-los.

Reúna as informações de contato dos potenciais clientes, incluindo visitas ao site, assinaturas de e-mail e mídias sociais, para decidir se eles atendem ao seu perfil de cliente ideal. Depois disso, você deve entender as necessidades dos leads, autoridade de compra e quaisquer restrições orçamentárias. Entre em contato apenas com os leads que têm um ajuste mútuo com o seu negócio.

Use personalização

Personalização é poder. E-mails personalizados mostram taxas de desempenho seis vezes maiores. Portanto, se você quiser melhorar sua taxa de resposta, faça a pesquisa para descobrir quais informações você pode incluir na linha de assunto ou no corpo do seu e-mail para ressoar com seus assinantes.

Por exemplo, antes de enviar um email frio para o seu cliente potencial, você pode acessar o perfil do LinkedIn dele para saber mais sobre seus interesses ou atividades. Digamos que, se você vir seu cliente em potencial administrando um blog, você pode usar essas informações como um gancho na própria introdução do seu e-mail:

Encontre a hora certa

Como regra geral, os profissionais de marketing consideram enviar e-mails 2-3 vezes por mês, o que é uma frequência perfeita para não sobrecarregar a caixa de entrada dos usuários e entregar valor. Quanto ao momento ideal, as opiniões diferem. Alguns especialistas afirmam que a maior taxa de resposta é notada nos fins de semana:

Fonte: Beamery

Ao mesmo tempo, a maioria dos estudos identifica os dias da semana como o melhor momento para obter uma taxa de abertura mais alta. É por isso que a maneira mais eficaz para você é revisar seus dados e ver quando seus assinantes se envolvem com sua marca com mais frequência.

Entregue valor

Quase 3/4 dos clientes online ficam desapontados com sites quando recebem mensagens (ofertas, promoções, anúncios etc.) que não são relevantes para seus interesses. Então, se você quiser obter mais respostas, certifique-se de que seu conteúdo de e-mail ofereça valor real aos seus clientes.

Se você estiver enviando suas ofertas de vendas, não venda no primeiro e-mail. Isso vai acabar de uma vez com sua estratégia. Lembre-se de que a questão central é demonstrar que você entende o que seus assinantes precisam, em vez de mostrar todos os méritos do seu produto ou serviço.

Verifique o remetente

Se você quiser que seu destinatário responda à sua mensagem, certifique-se de que haja uma pessoa do outro lado a quem ele se dirigirá à resposta. Não altere o nome do remetente com muita frequência. Além disso, verifique se você não está enviando de um endereço ‘sem resposta’. Envie um e-mail de uma pessoa real, não da conta de uma empresa ou da sua equipe.

Crie linhas de assunto cativantes

As linhas de assunto são os portões do seu e-mail. Então, se você não conseguir chamar a atenção do leitor na caixa de entrada dele, corre o risco de deixar seu e-mail não apenas sem resposta, mas até mesmo sem ser aberto. Existem várias abordagens para linhas de assunto cativantes:

  • Você pode criar um sentimento de urgência.
  • Você pode despertar a curiosidade do seu leitor.
  • Você pode usar um assunto que comunique evidência social, destacando que outras pessoas já estão usando seu produto ou serviço.

Experimente diferentes linhas de assunto e não se esqueça de fazer o teste A/B de seus e-mails para comparar sua eficácia. Por exemplo, você pode testar A/B o comprimento da sua linha de assunto, abordagens de personalização etc., para encontrar aquela que lhe trará taxas de resposta mais altas.

Otimize para dispositivos móveis

Como cerca de 67% dos consumidores usam dispositivos móveis para verificar sua caixa de entrada, e essa porcentagem aumentará, pense em tornar seus e-mails compatíveis com dispositivos móveis. Em particular, certifique-se de:

  • Usar uma linha de assunto curta que não exceda 30 caracteres.
  • Evitar e-mails muito longos. Os leitores não querem percorrer sua mensagem, mesmo que ela contenha a oferta mais surpreendente de todos os tempos, assim que virem que você a envolveu em uma folha de texto infinita.
  • Sempre verifique como o e-mail fica no celular antes de enviá-lo aos seus destinatários.

Por exemplo, estes são dois e-mails de lojas de outlet online, que eu coloquei na minha caixa de entrada:

Se eu escolhesse qual e-mail abrir em qualquer lugar, eu abriria o segundo devido à razão óbvia: sua linha de assunto parece mais clara e fresca no meu smartphone.

Dê opções para responder

Forneça aos seus assinantes possíveis variantes para uma resposta. Uma abordagem eficaz, especialmente para divulgação fria, é enviar “1, 2, 3 e-mails”, o que pressupõe pedir aos seus clientes potenciais que selecionem o maior desafio atual entre três opções. Dessa forma, você tem maiores chances de obter uma resposta. Por exemplo:

Faça perguntas abertas

Para motivar os leitores a responder ao seu e-mail, termine-o com uma pergunta que os encorajaria a responder para você. Faça perguntas que possam aumentar o interesse em sua oferta ou expressar ânsia de descobrir mais informações sobre seus destinatários.

Inclua uma call to action clara

Forneça aos seus clientes instruções claras sobre o que eles devem fazer (por exemplo, responder à sua mensagem) com um call to action distinto. Use palavras orientadas por ação. Por exemplo:

Revise

Parece tão claro quanto o dia, mas as pessoas ficariam envergonhadas em ver quantos e-mails enviam sem revisá-los cuidadosamente.

Nunca conte com a boa vontade do destinatário. Se você enviar um e-mail comercial para o seu cliente potencial com erros ortográficos ou gramaticais, até mesmo sua oferta tentadora pode não salvar a situação. Então,  tenha como regra geral, revisar cuidadosamente seus e-mails antes de apertar o botão enviar.

Como lidar com respostas de campanhas de e-mail

Agora que discutimos como melhorar sua taxa de resposta, vamos descobrir como você pode lidar com diferentes tipos de respostas.

Lidando com respostas negativas

E se você receber respostas, mas algumas delas são negativas? Bem, eles geralmente se enquadram em uma das seguintes categorias:

  • Respostas não interessadas
  • Respostas irritadas
  • Objeções de vendas
  • Respostas que não são para mim

Identificar qual tipo você acabou de receber permitirá que você reaja corretamente e, às vezes, até salve o cliente potencial. Vamos dar uma olhada mais de perto.

Respostas de falta de interesse

Essas respostas geralmente são educadas em recusar sua oferta. Eles podem indicar que:

  • Sua segmentação está desativada
  • Seu produto não é competitivo o suficiente para fazer com que as pessoas considerem uma mudança de sua solução atual
  • Seu e-mail não reflete totalmente o valor da sua oferta

Para evitar isso, verifique sua segmentação. Tente usar ferramentas de geração de leads com recursos de segmentação integrados para obter resultados de qualidade.

Além disso, reflita sobre o valor do seu produto. Isso resolve um problema real? Estude os prós e contras dos seus concorrentes e use-os para apresentar seu produto de uma forma melhor. Colete o máximo de feedback de usuários existentes e clientes em potencial para entender o que pode ser melhorado.

Se você suspeitar que o problema está no seu texto de e-mail, pense em como você pode melhorá-lo. Lembre-se de testar A/B seus diferentes constituintes e descobrir o que funciona melhor para sua campanha.

O que fazer com essas respostas: Faça educadamente um pedido de desculpas de que sua oferta não atenda às necessidades do destinatário, mas ainda forneça um resumo de outros serviços/recursos/produtos que você oferece.

Respostas de irritação

Vamos deixar uma coisa clara – é improvável que um email frio desperte tal reação. No entanto, se você receber  um, verifique cuidadosamente seu targeting ( direcionamento ) . Se não estiver errado e  não estiver oferecendo soluções de software de Al para jardineiros, seu texto de e-mail provavelmente é o problema.

Certifique-se de que não seja muito longo e impessoal. Seu e-mail não deve falar muito sobre sua marca, mas se concentrar em resolver os problemas do seu cliente potencial. Adicionar personalização é um bom primeiro passo para fazer seu e-mail parecer uma mensagem amigável feita à mão.

O que fazer com estas respostas: Respostas irritadas devem ser tratadas com extremo cuidado. Escreva um pedido de desculpas, bem na linha de assunto. Mantenha seu e-mail curto, sem nenhuma oferta de produtos.

Objeções de vendas

Obter esse tipo de resposta é um bom sinal. Mesmo que a pessoa possa parecer desinteressada agora, sua oferta parecia boa o suficiente para atrair a atenção dela.

Não se esqueça de que as objeções geralmente nos dão muitos detalhes sobre o que os prospects não gostam em nosso produto ou o que querem ver. Esse feedback permitirá que você construa uma estratégia muito melhor no futuro.

O que fazer com estas respostas: Escreva um acompanhamento convincente, mencionando que sua solução é melhor e mais rica em recursos, ou ofereça algo de valor em troca de cooperação.

Respostas não é para mim

Respostas não direcionadas a  mim,  indicam que o cliente potencial não vê sua oferta como a solução para o problema deles. Uma coisa boa sobre essas respostas é que a pessoa sempre lhe dará uma razão para explicar sua recusa.

Verifique se você deve alterar seu direcionamento. Se estiver tudo bem , olhe seu produto de um ângulo diferente e encontre algo que desperte o interesse dos seus leads.

O que fazer com estas respostas: Escreva uma mensagem que demonstre  que sua solução pode ser valiosa em vários casos e resolver problemas que seu destinatário pode não ter detectado ainda.

Lidando com respostas positivas

Embora obter uma resposta interessada e entusiasta seja o objetivo final, seus próximos passos definem o resultado da campanha.

Passo 1. Não adie a resposta

Ninguém gosta de esperar. Nem seus clientes potenciais. A partir do momento em que eles enviaram a resposta, cada movimento que você fizer mostrará exatamente como eles serão tratados a partir de agora.

Sua resposta rápida mostrará dedicação e ânsia de agradar o cliente, o que é algo que muitas empresas não têm hoje em dia. Analise a resposta do seu cliente potencial para obter dicas sobre suas dúvidas e tente resolvê-las..

Passo 2. Use uma abordagem pessoal

Utilize quaisquer dados que você tenha sobre seu cliente potencial. Personalize seu e-mail e não tenha medo de tentar um tom um pouco mais casual (quando apropriado, é claro). Uma abordagem humana ao e-mail marketing sempre leva a resultados positivos. No entanto, não ultrapasse a linha: evite ser muito informal.

Passo 3. Estude seu cliente potencial

Os prospects podem estar prontos para cooperar, mas isso não significa que eles não vão negociar. Analise sua buyer persona mais de perto. Estude seus pontos problemáticos, necessidades e pense em todas as maneiras de ser útil para eles. Eles farão perguntas, então você deve estar pronto com respostas.

Passo 4. Construa cooperação passo a passo

Ter um plano de ação claro é sempre uma boa maneira de construir um relacionamento com um cliente potencial. Considere forjar seu negócio em várias etapas. Toda vez que você terminar uma conversa com seu cliente potencial, defina o próximo passo para que ele saiba o que esperar e não se sinta cego.

Lidando com respostas negativas

Se você não recebeu uma resposta de seus clientes potenciais, a melhor coisa a fazer é não ficar chateado. Ao se concentrar nas maneiras acima mencionadas de melhorar sua taxa de resposta, não se esqueça dos acompanhamentos.

Eu sei que você pode se preocupar em ser muito insistente. Caso você o faça, considere os números. Não tendo recebido uma resposta ao seu primeiro e-mail, você tem uma chance de 21% de receber uma resposta para um segundo e-mail de acompanhamento. E se você ainda não receber uma resposta ao seu segundo e-mail, ainda há uma chance de você eventualmente receber uma resposta do destinatário.

Fonte: Yesware

Silêncio nem sempre significa ‘Não.’ Ao passar a enviar follow-ups, você cria mais oportunidades para o seu destinatário responder.

Para Finalizar

Analisar as taxas de resposta de e-mail é o que pode aproximá-lo do seu sucesso de marketing e vendas. Ninguém disse que ambos são fáceis de alcançar. Você precisa ser atencioso e atento a cada prospect. Acreditamos que, com nossas dicas, você poderá aumentar sua taxa de resposta por e-mail.

Mas não pare neste momento. Preste atenção em todas as respostas que você recebe, tire conclusões e continue melhorando suas táticas de marketing por e-mail. E quando se trata de uma plataforma confiável para agilizar seus processos de marketing e vendas, a Snov.io está sempre pronta para oferecer sua ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *